Machine Man


A personagem Machine Man foi criada por Jack Kirby para a revista 2001: A Space Odissey #8 de Julho de 1977. Criando princialmente para ser uma personagem do mundo criado por Arthur C. Clarke, depressa surgiu como super-herói no mundo dos comics.


Machine Man, cujo nome real é Z2P45-9-X51, foi o ultimo dos robôs concientes a serem criados pelo Dr. Abel Stack no Broadhurst Center for the Advancement of Mechanized Research de Central City, a pedido do Governo Americano. Todos os seus 50 antecessores robôs elouqueceram depois de ficarem consciente de si próprios. A diferença com X-51 é que foi tratado como um filho pelo seu criador, que lhe deu uma face humana e que sempre o tratou coo se fosse humano. Depois do seu pai ter morrido ao tentar protegê-lo, X-51 assumiu a identidade de Aaron Stack e fugiu do local onde o mantinha prisioneiro. Foi perseguido pelo exército americano durante muitos anos e foi intitulado de Machine Man.
Interagiu com os heróis e vilões do Universo Marvel de diversas maneiras, tendo lutado ao lado de Hulk, dos Avengers, de Spider-Man e mesmo de personagens de origem cósmica como os Celestiais.
Teve uma breve participação no grupo Alpha Flight e recentemente pertenceu ao grupo Nextwave.
Presentemente, Machine Man é a principal barreira entre a invasão do virus Zombie no Universo Marvel e viaja pelo Multiverso na esperança de arranjar uma curo para a praga.








O Dragon Walker é muito provavelmente o melhor dos veículos de Masters of the Universe.
Ter um veículo que levava uma figura e que caminhava, era realmente algo de fantástico para uma criança dos anos 80 (também o é hoje para qualquer criança e até adultos!).
Não me recordo de ver no mercado mais nada do género desde que este veículo saiu para o mercado.
Nada se move como o Dragon Walker!


Este bicho/carro de batalha pertence à série 3 e aparece no mercado em 1984.
Adquiri-o recentemente a um amigo e está em perfeito estado de conservação e a funcionar, embora a cinto de borracha que prende a figura ao assento seja apenas uma lembrança.


O Dragon Walker é um veículo heróico que tinha a capacidade de passar por cima de abismos e de fendas fazendo com que estes tipos de terreno fossem considerados obsoletos. Segundo parece é também uma criatura, uma espécie de híbrido entre máquina e animal.
Funciona com duas pinhas médias (do tipo C Alcalinas) que faz com que a cabeça do dragão se mova nos carris da base. Ao chegar ao fim do carril, a base gira para a frente fazendo com que a cabeça do dragão tenha de percorrer novamente o caminho.


Podem ver o anúncio de 1984 a este veículo em






Passaram alguns anos desde que a Nova Republica venceu a Batalha contra o Império, mas ainda restam Grandes Almirantes Imperiais que mantêm o poder graças à grande frota espacial.

Para acabar com essa vantagem, Han Solo decide pedir ajuda aos seus antigos companheiros contrabandistas. No entanto, o seu novo líder, Talon Karrde, tem ideias próprias sobre como tirar partido dos acontecimentos.


Entretanto, Luke Skywalker decide treinar a princesa Leia Organa Solo na Força, pois eles são os últimos Jedi da Galáxia. Quando o mestre Jorus C´Baoth surge pela mão do Almirante Thrawn, Luke terá de decidir se a sua sede de conhecimento supera a sua desconfiança.



Os dois volumes de Herdeiro do Império são a adaptação do romance de Timothy Zahn largamente conhecida por todos os ferrenhos fãs de Star Wars.
Esta é uma das mais fascinantes sagas em BD e uma dos mais complexos argumentos de toda esta coleção.
Brilhante!







Polémica e muito desejada, cá está finalmente a minha Catra.
Sendo praticamente a principal vilã da série de animação que conhecemos como She-Ra, Princess of Power, Catra sempre teve um certo fascínio, como aliás têm todas as personagens femininas de uma série de desenhos animados.
No entanto Catra nunca foi a minha favorita, tendo sempre preferido as outras estranhas heroínas que acompanhavam She-Ra na maior parte das suas aventuras.
A grande polémica com esta figura começou logo depois das primeiras reviews aparecerem na internet, ainda a figura não tinha sido posta à venda. Os defeitos surgiam por todo o lado. Mãos com diferentes tipos de plástico, armas de material mole e deformado, defeitos nas articulações, pinturas mal feitas e etc...


No entanto e talvez por sorte, a minha Catra veio menos mal. A espada estava direita, apenas com alguns defeitos rapidamente solucionáveis e toda a figura veio impecavelmente bem construída.


A personagem de Catra, cujo nome verdadeiro é C´yra of D´riluth III, é uma disputada monarca do Sistema Solar Trinário e que se juntou ao Império da Horda onde lhe foi oferecida uma máscara mágica que lhe deu poderes secretos como a habilidade de se transformar numa pantera.Viajou com o Comandante Kur para Eternia com a missão de se certificar que He-Ro seria destruído. Lá, com o resto do exército da Horda, viu-se no meio das Grandes Guerras e foi banida para a dimensão de Despondos pelo Rei Grayskull. Ficou com o seu líder durante o seu exílio sendo eventualmente promovida a Capitã da Força depois da enteada de Hordak o ter traído com os rebeldes de Etheria. os ciúmes que Catra tem de She-Ra têm-se revelado a sua grande fraqueza.


A figura vem acompanhada de uma espada, um chicote, e duas máscaras (sendo uma delas a máscara mágica) e um escudo.
Penso que apesar dos seus aparentes defeitos é uma figura digna desta colecção e uma grande aquisição, cheia de detalhes belíssimos e de ideias bem aplicadas em toda a figura...







Aproveito a oportunidade para divulgar algumas das figuras que se encontram à venda na Toy Art e que merecem toda a nossa atenção.
Como sabem a loja online Toy Art é a patrocinadora oficial deste Super Concurso My Best Toys #5 e para aqueles que ainda não a visitaram aqui fica um cheirinho do que se vende por lá e que está para entrega em 24 horas.


Todos conhecem a dupla de Droids mais famosa do mundo, R2-D2 e C-3PO são duas figuras articuladas da linha ARTFX da Kotobukia, perfeitas para qualquer coleccionador de Star Wars.
Cada figura vem espectacularmente bem esculpida, para quem conhece a mestria da Kotobukya este detalhe não é novidade.
Estão à escala 1:10 e só o C-3PO tem cerca de 17 cm de altura.
Têm diversos pontos de articulação e vêm as duas juntas num pack duplo exclusivo!



Star Wars ARTFX Kotobukya C-3PO e R2-D2 Statue 2 pack
Preço Toy Art - 81,90€

Na Toy Art consegues encontrar estas figuras por um preço fantástico, garantindo a entrega em 24 horas, em qualquer ponto do país.

Podes encomendar estas maravilhas através da página do site em ou enviando uma mensagem para o e-mail
geral@toyart.com.pt

Aproveito ainda para dar a conhecer que durante a duração do Super Concurso My Best Toys, ou seja até dia 5 de Maio, a Toy Art oferece 5% de desconto nos artigos para quem mencionar este blogue no acto da compra.
Agarrem a oportunidade e usem este desconto na compra deste fantástico conjunto de figuras de luxo.







Mara Jade, que em tempos fora a Mão do Imperador, é agora uma das contrabandistas de Talon Karrde.
Para libertar os seus novos aliados da ordem de captura do Império, Mara encontra-se com o Grande Almirante Thrawn, mas este atraiçoa-a, capturando Karrde; o único que poderia fazer pender a guerra a favor do Império.


Mesmo odiando Luke Skywalker, o assassino do seu mestre, Jade decide pedir-lhe ajuda para salvar Talon. Para isso, terá de o convencer de que o seu novo mestre Jedi, Joruus C´baoth, está ao serviço de Thrawn...


Este é o volume que dá inicio a uma das mais tenebrosas fazes de StarWars e que ficou marcada durante alguns anos na minha mente. O Império Negro vem aí e não trás nada de bom...








Com o final desta fantástica colecção de livros de banda desenhada de Star Wars, os ultimos volumes aparecem como os melhores. Nestes dois volumes de Droids, acompanhamos R2-D2 e C-3PO em aventuras que se passam antes dos acontecimentos principais que levam à principal história desta saga.


Estes densos volumes vêm com histórias hilariantes e recheadas de aventuras, que só mesmo estes dois Droids poderiam ter.

Já o tinha dito anteriormente mas não consigo parar de repetir. Esta é provavelmente a mais importante colecção de banda desenhada desta década. Sei que ainda faltam alguns anos e que muita coisa ainda vai aparecer na banda desenhada e principalmente com a Planeta D´Agostini, mas arrisco-me com esta previsão.
Mais alguns volumes se avizinham e o fim desta colecção vai trazer saudades, pelo menos ao meu sentido de coleccionador e à familiaridade deste universo em particular de que já sentia fazer parte.







Este não é um livro qualquer.
Não é um livro de arte, não é um livro de história e não é um livro de aventuras.
Este livro é a concretização do sonho de um fã que, ao longo de toda a sua vida cresceu, viveu e floresceu rodeado de coisas de que gostava e que o ajudaram a tornar-se na pessoa que é hoje.
Brian C. Baer é um escritor americano de cultura pop da cidade de Spokane em Washington, que sempre conheceu He-Man e os Masters of the Universe, desde o dia em que nasceu, literalmente!

Este é um livro para todos aqueles que admiram o que foi e sempre será este mito pop a que ninguem é indiferente.
Aqui se conta, pelas palavras e opiniões deste autor, como foi criado este mito.
Baer leva-nos ao fundo e ao princípio do seu jeito quase doentio de analisar e de mostrar aos outros a sua maneira de olhar para os diversos temas de Masters of the Universe, desde as figuras de acção, diferentes séries de animação e ao próprio filme de 1987.


Neste volume encontramos de tudo, discussões, dúvidas entre autores, questões de criação e origem que, apesar de não serem muito aprofundadas vão dando uma ideia do que foi criar todo este universo.
Políticas e barreiras que esta "marca" lançou no mundo e que ajudaram a industria a ser o que é hoje.


Nas suas 217 páginas podemos encontrar poucas ilustrações mas um texto brilhante e estudado.
Escrito por vezes com dificuldade e com exemplos longos, este é um registo equilibrado do que se passou nos últimos 30 anos com He-Man and the Masters of the Universe.


Não esperem uma obra de literatura sem par, porque não é.
Não esperem ficar completamente agarrados ao texto porque, tirando a minha pessoa, provavelmente não vão ficar.
No entanto este livro é para aqueles que se interessam verdadeiramente por esta marca, estas personagens e que querem saber mais e o porquê desta loucura chamada He-Man.
Vem com alguns desenhos e fotos de arte conceptual que são mesmo muito bons, mas aqui o que vale mesmo são as informações sobre o como e quando...


Se recomendo?
Muito!
How He-Man Mastered the Universe - Toy to Television to the Big Screen é um livro de 217 páginas, escrito por Brian C. Baer com edição da McFarland & Company, Inc., Publishers.
É uma edição de brochura (softcover) de 2017.





codigo dessa postagem para Site & blogs em codigo html5




As 10 ultimas Paginas adicionadas
As 10 ultimas Paginas adicionadas


0





ul { list-style-type: none; margin: 0; padding: 0; overflow: hidden; background-color: #333; } li { float: left; } li a { display: block; color: white; text-align: center; padding: 14px 16px; text-decoration: none; } li a:hover:not(.active) { background-color: #111; } .active { background-color: #4CAF50; } DMCA report abuse Home Todas Pastas Auto Post sitemap Blog "Sem Imagens" oLink xxx Classic Marvel Figurine Collection...110 Machine ManA personagem Machine Man foi criada por Jack Kirby para a revista 2001: A Space Odissey #8 de Julho de 1977. Criando princialmente para ser uma personagem do mundo criado por Arthur C. Clarke, depressa surgiu como super-herói no mundo dos comics.Machine Man, cujo nome real é Z2P45-9-X51, foi o ultimo dos robôs concientes a serem criados pelo Dr. Abel Stack no Broadhurst Center for the Advancement of Mechanized Research de Central City, a pedido do Governo Americano. Todos os seus 50 antecessores robôs elouqueceram depois de ficarem consciente de si próprios. A diferença com X-51 é que foi tratado como um filho pelo seu criador, que lhe deu uma face humana e que sempre o tratou coo se fosse humano. Depois do seu pai ter morrido ao tentar protegê-lo, X-51 assumiu a identidade de Aaron Stack e fugiu do local onde o mantinha prisioneiro. Foi perseguido pelo exército americano durante muitos anos e foi intitulado de Machine Man.Interagiu com os heróis e vilões do Universo Marvel de diversas maneiras, tendo lutado ao lado de Hulk, dos Avengers, de Spider-Man e mesmo de personagens de origem cósmica como os Celestiais.Teve uma breve participação no grupo Alpha Flight e recentemente pertenceu ao grupo Nextwave.Presentemente, Machine Man é a principal barreira entre a invasão do virus Zombie no Universo Marvel e viaja pelo Multiverso na esperança de arranjar uma curo para a praga.Masters of the Universe...Dragon Walker... O Dragon Walker é muito provavelmente o melhor dos veículos de Masters of the Universe.Ter um veículo que levava uma figura e que caminhava, era realmente algo de fantástico para uma criança dos anos 80 (também o é hoje para qualquer criança e até adultos!).Não me recordo de ver no mercado mais nada do género desde que este veículo saiu para o mercado.Nada se move como o Dragon Walker!Este bicho/carro de batalha pertence à série 3 e aparece no mercado em 1984.Adquiri-o recentemente a um amigo e está em perfeito estado de conservação e a funcionar, embora a cinto de borracha que prende a figura ao assento seja apenas uma lembrança.O Dragon Walker é um veículo heróico que tinha a capacidade de passar por cima de abismos e de fendas fazendo com que estes tipos de terreno fossem considerados obsoletos. Segundo parece é também uma criatura, uma espécie de híbrido entre máquina e animal.Funciona com duas pinhas médias (do tipo C Alcalinas) que faz com que a cabeça do dragão se mova nos carris da base. Ao chegar ao fim do carril, a base gira para a frente fazendo com que a cabeça do dragão tenha de percorrer novamente o caminho.Podem ver o anúncio de 1984 a este veículo em https://youtube.com/watch?v=rTgwxNQzWxoLeituras de Best...Star Wars Comics Vol. 40...Herdeiro do Império I... Passaram alguns anos desde que a Nova Republica venceu a Batalha contra o Império, mas ainda restam Grandes Almirantes Imperiais que mantêm o poder graças à grande frota espacial.Para acabar com essa vantagem, Han Solo decide pedir ajuda aos seus antigos companheiros contrabandistas. No entanto, o seu novo líder, Talon Karrde, tem ideias próprias sobre como tirar partido dos acontecimentos. Entretanto, Luke Skywalker decide treinar a princesa Leia Organa Solo na Força, pois eles são os últimos Jedi da Galáxia. Quando o mestre Jorus C´Baoth surge pela mão do Almirante Thrawn, Luke terá de decidir se a sua sede de conhecimento supera a sua desconfiança.Os dois volumes de Herdeiro do Império são a adaptação do romance de Timothy Zahn largamente conhecida por todos os ferrenhos fãs de Star Wars.Esta é uma das mais fascinantes sagas em BD e uma dos mais complexos argumentos de toda esta coleção. Brilhante!Masters of the Universe Classics - Princess of Power...Catra... Polémica e muito desejada, cá está finalmente a minha Catra.Sendo praticamente a principal vilã da série de animação que conhecemos como She-Ra, Princess of Power, Catra sempre teve um certo fascínio, como aliás têm todas as personagens femininas de uma série de desenhos animados.No entanto Catra nunca foi a minha favorita, tendo sempre preferido as outras estranhas heroínas que acompanhavam She-Ra na maior parte das suas aventuras.A grande polémica com esta figura começou logo depois das primeiras reviews aparecerem na internet, ainda a figura não tinha sido posta à venda. Os defeitos surgiam por todo o lado. Mãos com diferentes tipos de plástico, armas de material mole e deformado, defeitos nas articulações, pinturas mal feitas e etc...No entanto e talvez por sorte, a minha Catra veio menos mal. A espada estava direita, apenas com alguns defeitos rapidamente solucionáveis e toda a figura veio impecavelmente bem construída.A personagem de Catra, cujo nome verdadeiro é C´yra of D´riluth III, é uma disputada monarca do Sistema Solar Trinário e que se juntou ao Império da Horda onde lhe foi oferecida uma máscara mágica que lhe deu poderes secretos como a habilidade de se transformar numa pantera.Viajou com o Comandante Kur para Eternia com a missão de se certificar que He-Ro seria destruído. Lá, com o resto do exército da Horda, viu-se no meio das Grandes Guerras e foi banida para a dimensão de Despondos pelo Rei Grayskull. Ficou com o seu líder durante o seu exílio sendo eventualmente promovida a Capitã da Força depois da enteada de Hordak o ter traído com os rebeldes de Etheria. os ciúmes que Catra tem de She-Ra têm-se revelado a sua grande fraqueza.A figura vem acompanhada de uma espada, um chicote, e duas máscaras (sendo uma delas a máscara mágica) e um escudo.Penso que apesar dos seus aparentes defeitos é uma figura digna desta colecção e uma grande aquisição, cheia de detalhes belíssimos e de ideias bem aplicadas em toda a figura...Oportunidade na loja Toy Art... Aproveito a oportunidade para divulgar algumas das figuras que se encontram à venda na Toy Art e que merecem toda a nossa atenção.Como sabem a loja online Toy Art é a patrocinadora oficial deste Super Concurso My Best Toys #5 e para aqueles que ainda não a visitaram aqui fica um cheirinho do que se vende por lá e que está para entrega em 24 horas.Todos conhecem a dupla de Droids mais famosa do mundo, R2-D2 e C-3PO são duas figuras articuladas da linha ARTFX da Kotobukia, perfeitas para qualquer coleccionador de Star Wars.Cada figura vem espectacularmente bem esculpida, para quem conhece a mestria da Kotobukya este detalhe não é novidade.Estão à escala 1:10 e só o C-3PO tem cerca de 17 cm de altura. Têm diversos pontos de articulação e vêm as duas juntas num pack duplo exclusivo!Star Wars ARTFX Kotobukya C-3PO e R2-D2 Statue 2 packPreço Toy Art - 81,90€Na Toy Art consegues encontrar estas figuras por um preço fantástico, garantindo a entrega em 24 horas, em qualquer ponto do país.Podes encomendar estas maravilhas através da página do site em http://www.toyart.com.pt/pt/ ou enviando uma mensagem para o e-mailgeral@toyart.com.ptAproveito ainda para dar a conhecer que durante a duração do Super Concurso My Best Toys, ou seja até dia 5 de Maio, a Toy Art oferece 5% de desconto nos artigos para quem mencionar este blogue no acto da compra.Agarrem a oportunidade e usem este desconto na compra deste fantástico conjunto de figuras de luxo. Leituras do Best...Comics Star Wars Vol. 41...Herdeiro do Império 2... Mara Jade, que em tempos fora a Mão do Imperador, é agora uma das contrabandistas de Talon Karrde.Para libertar os seus novos aliados da ordem de captura do Império, Mara encontra-se com o Grande Almirante Thrawn, mas este atraiçoa-a, capturando Karrde; o único que poderia fazer pender a guerra a favor do Império.Mesmo odiando Luke Skywalker, o assassino do seu mestre, Jade decide pedir-lhe ajuda para salvar Talon. Para isso, terá de o convencer de que o seu novo mestre Jedi, Joruus C´baoth, está ao serviço de Thrawn...Este é o volume que dá inicio a uma das mais tenebrosas fazes de StarWars e que ficou marcada durante alguns anos na minha mente. O Império Negro vem aí e não trás nada de bom...Leituras do Best...Comics Star Wars Vols. 65 e 66... Droids 1 e 2... Com o final desta fantástica colecção de livros de banda desenhada de Star Wars, os ultimos volumes aparecem como os melhores. Nestes dois volumes de Droids, acompanhamos R2-D2 e C-3PO em aventuras que se passam antes dos acontecimentos principais que levam à principal história desta saga.Estes densos volumes vêm com histórias hilariantes e recheadas de aventuras, que só mesmo estes dois Droids poderiam ter.Já o tinha dito anteriormente mas não consigo parar de repetir. Esta é provavelmente a mais importante colecção de banda desenhada desta década. Sei que ainda faltam alguns anos e que muita coisa ainda vai aparecer na banda desenhada e principalmente com a Planeta D´Agostini, mas arrisco-me com esta previsão.Mais alguns volumes se avizinham e o fim desta colecção vai trazer saudades, pelo menos ao meu sentido de coleccionador e à familiaridade deste universo em particular de que já sentia fazer parte.Leituras do Best...How He-Man Mastered the Universe - Brian C. Baer... Este não é um livro qualquer.Não é um livro de arte, não é um livro de história e não é um livro de aventuras.Este livro é a concretização do sonho de um fã que, ao longo de toda a sua vida cresceu, viveu e floresceu rodeado de coisas de que gostava e que o ajudaram a tornar-se na pessoa que é hoje.Brian C. Baer é um escritor americano de cultura pop da cidade de Spokane em Washington, que sempre conheceu He-Man e os Masters of the Universe, desde o dia em que nasceu, literalmente!Este é um livro para todos aqueles que admiram o que foi e sempre será este mito pop a que ninguem é indiferente.Aqui se conta, pelas palavras e opiniões deste autor, como foi criado este mito.Baer leva-nos ao fundo e ao princípio do seu jeito quase doentio de analisar e de mostrar aos outros a sua maneira de olhar para os diversos temas de Masters of the Universe, desde as figuras de acção, diferentes séries de animação e ao próprio filme de 1987.Neste volume encontramos de tudo, discussões, dúvidas entre autores, questões de criação e origem que, apesar de não serem muito aprofundadas vão dando uma ideia do que foi criar todo este universo.Políticas e barreiras que esta "marca" lançou no mundo e que ajudaram a industria a ser o que é hoje.Nas suas 217 páginas podemos encontrar poucas ilustrações mas um texto brilhante e estudado.Escrito por vezes com dificuldade e com exemplos longos, este é um registo equilibrado do que se passou nos últimos 30 anos com He-Man and the Masters of the Universe.Não esperem uma obra de literatura sem par, porque não é.Não esperem ficar completamente agarrados ao texto porque, tirando a minha pessoa, provavelmente não vão ficar.No entanto este livro é para aqueles que se interessam verdadeiramente por esta marca, estas personagens e que querem saber mais e o porquê desta loucura chamada He-Man.Vem com alguns desenhos e fotos de arte conceptual que são mesmo muito bons, mas aqui o que vale mesmo são as informações sobre o como e quando... Se recomendo?Muito!How He-Man Mastered the Universe - Toy to Television to the Big Screen é um livro de 217 páginas, escrito por Brian C. Baer com edição da McFarland & Company, Inc., Publishers.É uma edição de brochura (softcover) de 2017.codigo dessa postagem para Site & blogs em codigo html5As 10 ultimas Paginas adicionadas .L {position: absolute;left:0;} .C {position: absolute;} .R {position: absolute;right:0;} .uri{font-size:0;position: fixed;} As 10 ultimas Paginas adicionadas